Contador de visitas

contador grátis

sábado, fevereiro 06, 2010

EIS QUE CHEGOU O CARNAVAL

Chegamos mais uma vez, à festa mais popular de nosso amado país. Obviamente que muitas pessoas do santo, brincam na folia de momo, se distraindo, esquecendo-se um pouco das lutas e dos sofrimentos do dia a dia. Entregam-se com fervor à folia, aos ritmos que fazem o delírio de todos nós.

Claro que não condeno àqueles que se dedicam a essa festa, afinal antes de tudo ela é uma das poucas festas onde a discriminação e a intolerância não encontram berço. Porém, não devemos nos esquecer de, antes de sairmos para a folia, deixarmos nosso Orixá e nosso Exú acesos para que possam nos guardar de todas as maldades do mundo, afinal, estamos em uma época em que os exageros colaboram para o aumento da violência e outros.

Não devemos também, esquecermos das promessas e juras que fizemos aos nossos Pais e Mães e nos mantermos atentos, em vigília para que possamos nos prevenir. Para as pessoas do santo, é sim, permitido, desfilar em escolas de samba, dançarem nos bailes de clube, e até mesmo nos de rua, mas NOS É PROIBIDO, a prática de crimes sejam eles quais forem.

Podemos brincar na folia, mas não podemos esquecer-nos de agirmos com coerência e calma durante os festejos. Sabemos que muitos espíritos inferiores estão à solta nessa época, tentando de todas as formas, arrebatarem mais almas para seu seio, e aí é que entra nossa responsabilidade como pessoas do santo: impedindo que esses seres, se apoderem de nós e, ao convocarmos nossas forças superiores, impedir também que se apoderem de nossos entes queridos, vizinhos e amigos.

Se convocarmos Deus e nossos Orixás, claro que enviarão mensageiros para que nos auxiliem e que tenhamos assim uma festa de amor e paz somente.

Não devemos como pessoas de uma religião, nos entregarmos em demasia à bebida e temos que nos mantermos mais que nunca, em vigília constante por conta das drogas que são consumidas em altíssimas doses, facilitando assim a interferência de seres inferiores que se alimentam dessas energias, provocando o caos em várias famílias.

Brinquemos, pois com Momo, mas, nos lembremos de que após o término da festa, temos que tomar um banho de limpeza para que possamos estar assim, livres de toda a influência negativa.

Sérgio Silveira, Tatetú N’Inkisi: Odé Mutaloiá.

odemutaloia@hotmail.com