Contador de visitas

contador grátis

sexta-feira, setembro 12, 2014

INKICE TEMPO, SANTO TEMPO



Eis um dos maiores Santos da Nação Angola: Tempo. Grande senhor de tudo, até mesmo da razão. Existe um ditado popular que diz: “o tempo se encarrega de tudo, pois é ele, o senhor da razão”, e dentro da Nação Angola, entendemos perfeitamente o significado dessas palavras. Nada podemos fazer sem antes darmos satisfação a Ele, afinal, é antes de tudo, o Rei de nossa Nação. Governa absoluto sendo abaixo somente de Zambiapongo, ou, Deus.

Seu reinado, como o nome diz, é o tempo em si. É Ele, responsável direto por tudo que diz respeito às nossas vidas, e segundo os mais antigos, é “Pai” até mesmo de Oxalá, pois este precisou do Tempo para nascer. Senhor austero, que não se dá a muita conversa, preside nosso destino e também o do Universo em si. Carrega sobre seus ombros, a carga de toda a humanidade, bem como de todos os Mundos existentes, sejam eles, visíveis ou invisíveis. Tempo, é Governador da Natureza, da Lua, do Sol, da Terra, do Universo. Preside a mando de Zambiapongo, todas as diretrizes de nós, seres humanos, e cuida para que tudo venha a ser encaminhado, dentro das vontades do Supremo Pai, aquele que tudo criou.

É sincretizado com São Lourenço e tem seu assentamento, do lado de fora das casas de Candomblé, afinal, sendo Ele o Tempo em si, não compete telhado por cima de seu fetiche. Geralmente esse Orixá é posto em baixo de uma árvore frondosa e que não seja quizila de Santo, ou seja, uma árvore que tenha frutos que sejam tabus dentro de nossa fé. Geralmente a mais usada é a amendoeira, ou castanheira. Nunca podemos colocar Tempo em outro local que não seja na Natureza, diz assim sua cantiga: “Tempo não tem casa, Tempo mora na rua, a morada de tempo é no clarão da Lua”.

O que confunde muito a cabeça das pessoas, é o fato de suas cantigas serem todas em Português, mas, como outros Santos do Angola, suas cantigas são em Português pelo simples fato, de ter sido esse país, dominado por Portugal, muito antes do Brasil, e assim sendo, um dos idiomas lá falados, sempre foi o Português. Também afirmam os mais antigos na religião, que, Tempo nunca se manifestou na cabeça de ninguém na África, somente no Brasil foi que Ele se dignou a ter filhos, assim sendo, suas cantigas são no idioma da Terra onde escolheu para ter seus noviços.

Quando lidamos com esse Santo, lidamos diretamente com o Rei de uma Nação e assim sendo, temos que ter ao menos uma noção mínima do que fazemos, pois que, uma vez revoltado com uma pessoa, dificilmente voltará as pazes com ela. Não passa nada em nossas vidas, que Ele não esteja presente, seja nosso nascimento, o decorrer de nossa vida, com nossas tristezas e alegrias, e até mesmo nossa morte. Mas, engana-se os que pensam que Ele irá intervir e modificar nosso destino. Aliás, Orixá nenhum nunca fará isso, pois temos que cumprir à risca, tudo que o Pai Supremo marcou para nós. Afinal, nossa jornada na Terra, é antes de tudo, o aperfeiçoamento de nosso espírito, para que um dia, possamos gozar da presença do Onipotente.

Porém hoje em dia, vemos outras Nações que não sejam Angola, terem Tempo assentado. Bem, tenho 28 anos de Santo, nasci e fui criado dentro da Angola, conheci e convivi com pessoas que foram do Santo desde a mais tenra idade, e todas elas sempre afirmaram que somente a Angola pode ter este Santo assentado. Em minhas andanças pelo mundo, vi casas de outras nações, assentarem Tempo, de forma diferente, mas era Tempo sim. E isso, posso afirmar, é um equívoco muito grande. Somos de uma Nação, onde este Inkice é o Rei da mesma e assim sendo, somente nós podemos tê-lo assentado em nossos templos.

Nunca vi, em tempos que era yawô, este Santo assentado em outras casas que não fossem de Angola, inclusive vi várias vezes, sacerdotes de Kêto e de Gêge, afirmarem que somente Angola tem direito a ter Tempo.

Mas, hoje em dia as coisas mudaram muito. Algumas pessoas, por motivo de falecimento de seu zelador, foram para outras Nações e como amavam muito a Angola, não se desfizeram de Tempo, e com isto abriram brechas para que as demais casas assentassem o mesmo. Mas, está errado sim. Temos que ter em nossas casas o que é de nossa raiz. Da mesma forma que é um equívoco de muitos, alegarem que a grelha que se usa no assentamento de Tempo pode ser usada para outros fins. Ela é de um grande fundamento dentro de nossa Nação e somente os que realmente são iniciados na Angola sabem o que ela significa de verdade.

Muitos outros segredos são feitos aos pés de Tempo, tanto para a casa do Santo, como para o zelador, seus filhos e seus clientes, mas, também esses segredos, somente são revelados aos que foram raspados em nossa Nação e a ela permaneceram fiéis. Temos segredos, ou fundamentos que muitos desconhecem, mas, não saímos por aí mostrando aos quatro cantos do mundo. Ao contrário: fazemos questão de mantê-los em sigilo absoluto e somente os realizamos nos momentos certos e perante as pessoas que possuem direito de assistir. Afinal, Candomblé é hierarquia e ancestralidade e assim sendo, temos que respeitar seus mistérios.

Muitos conseguem ver alguma coisa ali, e outra acolá e já se acham verdadeiros conhecedores dos segredos da Angola, porém, posso afirmar: nossos segredos vão muito mais além, e os de Tempo estão arraigados diretamente em nossa existência. Não temos a necessidade de sair proclamando para todos nossos encantamentos. Também não os vendemos em banca de revista. Guardamos para que sirvam sempre para nós, como para os que frequentam nossas casas.

Não condeno os que divulgam a doutrina, afinal, também estou fazendo isso. Mas, sou contra a divulgação de segredos que não competem a terceiros. Temos que aprender que o Candomblé nasceu dentro de mistérios e assim deve permanecer. Explicarmos a origem, as doutrinas, as leis, é uma coisa, mas sairmos por aí ensinando a prática de nossos rituais, é outra.

Tempo também não é Santo para trabalho, para trazer cliente etc. e tal. Ele somente existe como Rei e como tal, deve ser reverenciado. Quando cuidamos deste Senhor, vemos que a energia em nosso entorno se modifica, e podemos sentir a presença até mesmo de nosso Orixá bem como de nossos antepassados que hoje fazem parte do Orúm, Céu. Isso porque Ele tem esse poder. Está ligado ao culto mais secreto que existe no Angola e sempre nos mostra sua grandeza e seu poder.

Ocorre que, como seres humanos, somos falhos e muitas vezes não percebemos o quanto os Orixás estão nos dando. Pois que, sempre buscamos o equilíbrio financeiro, e isso é um erro que cometemos com nossos Pais e Mães. Orixá é apenas uma religião, como outra qualquer e não têm culpa de nossas dificuldades. Temos que entender que vivemos em um mundo onde o desiquilíbrio financeiro sempre falou e sempre falará mais alto. Porque desde que o homem é homem, se deixou dominar pela ganância e assim tira de seu próximo, sem se importar se este tem o que comer ou não.

Mas, quando olhamos com mais atenção para nossa vida, vermos que nossos Orixás sempre estão nos guiando e nos amparando. Apenas fazem isso sem estardalhaço, fazem em silêncio, pois como Pais e Mães que são, amam a seus filhos e por eles fazem qualquer coisa. E assim se dá com Tempo. Em silêncio nos observa e nos guia em bons caminhos, sempre em busca de nosso aperfeiçoamento. Nunca nos deixando sofrer de fome, padecer nas mãos de nossos inimigos, nem mesmo ficarmos sem um teto para morarmos.

Quando o assunto é saúde, Ele prontamente nos socorre, entrando com seu poder e intercedendo junto à Obaluayê para que este nos socorra. Ainda, nos dá segundo suas diretrizes, a cura para as enfermidades, e se o momento derradeiro chegou, nos encaminha para o descanso que nosso espírito tanto anseia.

Comparado a um ancião, sempre está calado, observando e anotando sem suas memórias tudo o que fazemos nesse mundo de Deus. Nada passa desapercebido a Ele, e no momento certo, nos dará a recompensa que fizemos por merecer.  Nada teremos que não seja de nosso estrito merecimento e isso temos que ter em nossas cabeças. Quando uma criança nasce, Olorúm, Deus, traça para ela um destino, e ela vem com seus caminhos traçados, que são seus Odús e nada nesse mundo fará com que seja desviado deste destino. A palavra yorubá Odú, significa exatamente destino, não é uma palavra Banto, utilizada na Angola, e assim sendo, nada irá fazer com que aquela criança que nasceu se desvie do destino que Deus criou para ela.

Nosso espírito é livre para escolher os caminhos aqui na Terra, mas, seu destino se cumprirá de qualquer forma. Quando falamos em destino, não dizemos que determinada pessoa nasceu para ser bandido, mas, dizemos com relação ao que vai passar por esse mundo. Por exemplo: uma pessoa que ama por demais sua mãe, mas, no decorrer da vida, se vê em outro local distante e quando essa mãe vem a falecer, ele está impossibilitado de ir em seu velório. Isso é o destino se cumprindo.

Também não queremos dizer aqui, que Zambiapongo nos colocou na vida para sofrermos indefinidamente. Ocorre que quando Ele cria um espírito, dá a este a mente, e a ciência já provou que mente quem tem é a alma e não o corpo físico. Bem, essa mente, funciona como um cartório, e somente permitirá que este espírito descanse, após ver quitadas todas as dívidas que contraiu em sua existência.  Temos nosso destino, mas, temos o livre arbítrio, e os dois andam de mãos dadas, são partes únicas em nossa formação.

E Tempo, se encarrega de analisar tudo isso. É ele ainda, quem nos dá a chuva para irrigar a Terra e nossas plantações, mas também nos dá o Sol, para nos aquecer. Nos concede o dia para nossa labuta, mas, nos permite ter a noite para nosso descanso. Tempo como podemos ver, está associado diretamente a tudo que diz respeito à nossa vida terrena. Cuida para que os Mistérios Divinos, sejam preservados e para que suas determinações sejam cumpridas sem que, nada se perca.

O que seria de nós sem o Orixá Tempo? Simplesmente não existiríamos. Isso é o que nos prega os ensinamentos de nossos antepassados. Da mesma forma que seu poder traz o calor do Sol, também traz o frescor do vento, para que possamos respirar. Nos proporciona o ar, a água, a vida enfim.

Tempo, Zará Tempo. Tempo Mavile Caçange.